sexta-feira, 23 de outubro de 2009

Universo Feminino

(Nooossa... arrepia tudinho, é mt bom!)
O PODER DO TOQUE
Se você tem interesse em alguém, uma das melhores ferramentas de atração é o toque. O toque não apenas pode criar uma forte atração como também acelerar todo o processo de conquista.
Desde que nascem, as meninas são muito mais sensíveis ao toque e, quando adultas, a sensibilidade de sua pele é pelo menos dez vezes maior que a dos homens. Estudos cuidadosos já confirmaram que as mulheres são bem mais sensoriais que homem. A explicação vem da evolução biológica. Enquanto o homem primitivo saia da tribo para caçar, a fêmea ficava em casa cuidando dos filhos. Por causa disso o homem precisava duma pele mais espessa para protegê-lo de possíveis ferimentos durante a caçada.
Todos esses estudos ajudam a embasar a importância do toque na sedução. Um dos erros mais comuns cometidos pelos homens, é conversar durante muito tempo e não tocar a mulher. Fazendo isso ele corre sérios riscos de ficar estagnado na “zona de amizade”, além de perder a excelente oportunidade de gerar atração na mulher através do toque. Tão logo quanto possível, deve-se inciar o que chamamos de escalação física. Durante a escalação inicia-se o toque de forma bem sutil, quase imperceptível. Com o decorrer da abordagem, e ao se receber indicadores de interesse mais concretos, a progressão física avança gradativamente até chegar a um fechamento, como um beijo, por exemplo.
Os lugares mais apropriados para iniciar o toque são a parte superior da mão, o braço ou o ombro. No princípio, prefira deslizar os dedos ao invés de pressioná-los. (Seja criativo!!! Mais não safado) .
O guru norte-americano David Deangelo sugere que se faça a escalação “dois passos para frente, um passo para trás”. Dessa forma, você avança, mas jamais sem o consentimento da outra pessoa. Aliás, o toque tem o objetivo de estimular sexualmente a mulher – embora o toque não seja sexual – mas jamais sem colocá-la na defensiva. O toque deve privilegiar áreas e regiões do corpo da mulher ricas em terminações nervosas, como a palma da mão, por exemplo.
Você não precisa de ter uma razão lógica para tocar a outra pessoa enquanto conversa. No entanto, algumas pessoas se sentem mais confortáveis fazendo isso através de “desculpas lógicas”. Há diversas rotinas, jogos e brincadeiras que você pode fazer. Não é complicado aprender. Além de estar tocando uma parte do corpo feminino rica em terminações nervosas, também poderá aplicar alguma técnica de leitura fria.
O toque – alguns preferem chamar de kino – é essencial em suas abordagens. Apenas assegure-se de que não deixa a outra pessoa desconfortável, e nem que fique grudado demais. Lembrando-se disso, você conseguirá resultados bem mais satisfatórios nas suas abordagens.
E ai... o toque não é bom???

2 comentários:

papito disse...

excelente texto Dona Clara !!! parabéns pelo post.

Clara disse...

Obrigada Papito... Seja bem vindo!
Apareça sempre... p/ os comentários, críticas e sugestões.
Abraço!